terça-feira, 12 de abril de 2011

Psicopedagogia: Um olhar, uma escuta.

Apesar de ser uma área relativamente nova no Brasil, existe há cerca de 40 anos, a psicopedagogia vem despertando a atenção de educadores e de outros profissionais que, direta ou indiretamente, trabalham com o processo de ensino e aprendizagem, ou têm contato com pessoas que apresentam dificuldades de aprendizagem e desejam ter maior compreensão sobre o assunto.
A área nasceu no final do século XIX, num contexto marcado por intensas mudanças históricas, políticas, sociais, econômicas e culturais. Essas mudanças levaram a uma ampliação da rede escolar, e crianças que antes não frequentavam a escola passaram a receber ensino formal. As dificuldades apareceram a partir daí, levando muitas a fracassar na instituição escolar.
Embora o processo de aprendizagem não comece na escola e, sim, em casa, na família, nas relações sociais, a discussão sobre as dificuldades de aprendizagem centrou-se, no início, na aprendizagem escolar, com base nos problemas e necessidades da própria escola e da sociedade da qual faz parte. Não havia, nesse primeiro momento, uma discussão sobre as dificuldades encontradas no espaço extraescolar, nem sobre o fato de que muitas crianças dominam conhecimentos extracurriculares, mas encontram dificuldades para sistematizar ou aprender os conteúdos curriculares.
Vários estudiosos e pesquisadores se debruçaram, ao longo do tempo, sobre as dificuldades de aprendizagem e o fracasso escolar, problemas que se tornaram visíveis e incômodos numa sociedade que valorizava cada vez mais o conhecimento científico, excluindo os analfabetos e as pessoas com baixa escolaridade. Diante da demanda por soluções para esses problemas, a psicopedagogia foi aos poucos se consolidando e, ao mesmo tempo, foram se delineando as suas áreas de atuação e seus enfoques: respectivamente, áreas clínica e institucional e enfoques preventivo e terapêutico.
Hoje, configura-se como área de estudo, pesquisa e atuação que se preocupa em compreender o processo de aprendizagem humana e suas dificuldades, incluindo, na aprendizagem, o ensino e todos os seus componentes. Para isso, baseia-se em várias ciências e áreas do conhecimento, não apenas na psicologia e na pedagogia, como o nome sugere, tendo se organizado como área multidisciplinar.
Convidamos o leitor a refletir sobre a psicopedagogia, suas possibilidades de aplicação, suas perspectivas futuras, e também sobre sua atuação como profissional da educação, destacando a importância de se desenvolver um olhar e uma escuta especiais para obter uma visão integradora do processo de aprendizagem humana.
Vamos, juntos, conhecer a psicopedagogia e refletir sobre a educação em nosso país?

Fonte: Psicopedagogia: um olhar, uma escuta - Tânia Mara Grassi

Nenhum comentário:

Postar um comentário